domingo, 2 de outubro de 2011

Aromas

Tomei meu banho gelado,
Refresquei a mente e o corpo,
Tudo em mim ensaboado,
Aromas e um espírito absorto.

Absurdo de si mesmo enganado,
O corpo, o cabelo molhado,
E os tantos cheiros da mata, do jardim.
Sim é meu rito faceira, esquecida,
De que isto é só para mim.

As loções, perfumes e óleos,
Que me adornam para um golpe fatal,
Apenas me lembram que esta rotina é só minha,
Porque sempre sozinha eu fico no final.

Gláucia Carvalho
2. outubro.2011

2 comentários:

Gal disse...

Olá Glaúcia segue o link do meu blog, tem um último post que faço uma brincadeira com os títulos dos blog que sigo, o seu está incluído. bjs
http://variaspartesdemim.blogspot.com/2011/09/um-passeio-pelos-blogs.html

J.F.AGUIAR disse...

Um banho de poesia... aromas em
versos... Gláucia e seus perfumes:
poesia, possibilidades... loções para o corpo,frescor para alma.