domingo, 24 de agosto de 2014

Olhos

Conheci alguém que fala com os olhos, 
Que com os olhos também sorri,
Alguém que me encanta quando acordo,
E na hora de dormir.

Este alguém que fala com os olhos,
E com os olhos escuta,
Sente na pele minha paixão,
Sente a dor da minha luta.

Este alguém é impossível, 
De algum dia esquecer,
Pois vive comigo as agruras e delícias,
De cantar pra não morrer.

Conheço alguém que fala com os olhos,
E é mágico de se ver,
Este alguém que também chora com os olhos,
Não tenho vontade de esquecer...

Gláucia Carvalho
24.8.2014

Um comentário:

José Fonseca de Aguiar Aguiar disse...

Passei para vê seus "olhos" e vi com os olhos de se vê...há poesia, viva a poesia! Vejo poesia...