domingo, 31 de agosto de 2014

Vida

Sonhe,
Solfeje,
Sol lá fora,
Surto embora,
Saciada a fome de agora.

Saia,
Sorria,
Segrede, se alegre,
Semeie,
Sacie, salgue, sacuda,
Segure, sane, acuda!

Saboreie,
Sereno...
Este tempo é pequeno,
Antes que cheguem maus dias,
E digas não tenho mais alegrias.

Solidário,
Solitário,
Silente,
Sóbrio,
Sôfrego,
Só!
Só!
Só!


Gláucia Carvalho

domingo, 24 de agosto de 2014

Olhos

Conheci alguém que fala com os olhos, 
Que com os olhos também sorri,
Alguém que me encanta quando acordo,
E na hora de dormir.

Este alguém que fala com os olhos,
E com os olhos escuta,
Sente na pele minha paixão,
Sente a dor da minha luta.

Este alguém é impossível, 
De algum dia esquecer,
Pois vive comigo as agruras e delícias,
De cantar pra não morrer.

Conheço alguém que fala com os olhos,
E é mágico de se ver,
Este alguém que também chora com os olhos,
Não tenho vontade de esquecer...

Gláucia Carvalho
24.8.2014

domingo, 10 de agosto de 2014

Infinito de Nada

Entre o que se sente e sonha,
Há o infinito.
Tudo é bonito e efêmero desde então...
Tudo é entre sim, entre não...
Absolutamente vazio e cheio de conteúdo,
Este é meu tudo.
Substâncias feitas de nada,
Transformadas passo a passo,
No meu compasso,
No meu ritmo,
Sou átomo, sou quartzo, sou um quarto perdido,
Neste mundo e o outro acolá.
Sou, sem estar.
Esta sou eu.

Sem partir nem ficar.

Gláucia Carvalho   
10.08.2014