sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Cantar é preciso

Eu lamento, mas não lamento mais.
Agora invento.
Agora o vento veio do Espírito Santo.
Cobriu minha nudez,
Calou minha mudez,
É hora de cantar.

Lamento! Cessei de lamentar.
A lamúria é irmã da luxúria
E prima primeira de Narciso.
E meu ser agora grita:
Cantar é preciso!
Navegar é preciso,
Viver eu preciso!

Gláucia Carvalho
16.11.2012

6 comentários:

J.F.AGUIAR disse...

Cante! Viva! com todo o respeito a
Fernando Pessoa: "navegar não é preciso,cantar é preciso" Gláucia cante e nos conte seu cantar. Amiga de letras forte abraço! A paz!

Carlos Brunno S. Barbosa disse...

Sim, cantar é preciso,
Viver é preciso,
Eternizarmo-nos em arte é preciso!

Belíssimo poema! Aplausos de pé para tão sublime obra!

Enny Lima disse...

Nunca cessar!

José Elias disse...

Gláucia,


Li "Cantar é preciso".
Você tem inspiração, e dá para sentir isso nesse poema.

J.Elias

J.F.AGUIAR disse...

Quero aproveitar este espaço para te desejar um feliz Natal! com muito sossego, sem esta ansiedade que o mundo nos trás; com muito silêncio para ouvir e refletir a luz dos ensinos de Cristo: palavras que nos trás a verdadeira paz! que o mundo precisa ter. Um forte abraço minha amiga a você aos seus familiares.
Obrigado pela amizade...

J.F.AGUIAR disse...

Feliz Natal minhã irmã, tudo de bom a irmã e a sua família, que o nascimento de Cristo se eternize para sempre em nossos corações. Gláucia
forte abraço!