terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Último desejo


O meu último desejo,
O que choro, o que peço,
O que pego, o que almejo, sou eu mesma...

O meu último desejo?
é minha vida toda na mesa,
São as cartas jogadas com certeza,
é o preto no branco, o sim, sim, não, não!
A verdade das coisas, o toque das mãos!
O olhar de misericórdia, o sincero perdão...

O meu último desejo? é ter mais desejos,
é ter meus segredos, guardados à dedo, pra sempre, pra sempre...
é ver minha gente feliz, despreocupada,
vendendo saúde, com conversa fiada...

Meu último desejo? é morrer sossegada...
É partir com a certeza de que fiz tudo errado,
De que fiz tudo querendo acertar, de que Deus me ama tanto,
Que na hora da morte, certamente irá relevar...
Irá revelar, seu amor tão intenso, como eu tão intensa...

...como meu último desejo..., meu desejo, meu desejo...
... um suspiro, um último beijo... meu desejo?
O meu último desejo?...
Um pedacinho de amor e uma mordida de queijo...

Gláucia Carvalho
27.10.2007
2h30
(depois de ler " A última Carta do Tenente " de William Douglas)

3 comentários:

Anne Baylor disse...

Nossa Glau!!!!
Arrepiei.
De verdade.


Um beijo de saudade.

J.F.AGUIAR disse...

Continue, simples, nos faz bem !!
nos fala bem...seu blog é belo por ser simples. Sossego, silêncio e
paz.

J.F.AGUIAR disse...

Gosto de escrever de brincar com as palavras e sonhar como você
Tão Bem o faz estou lendo e reelendo seus textos.Gostaria de sua visita ao meu rascunho de blog
ficarei honrado. paz